Neil Carvalho

Desenvolvimento, lifehacks e outras coisas


Técnica Pomodoro

18 Jan 2015

Num post anterior, escrevi sobre a maneira como divido o trabalho através do tempo: 25 minutos de trabalho a cada 30 minutos. Esse foi um resumo bem preguiçoso para quem não usa a técnica Pomodoro, que é melhor detalhada no link. Vou tentar resumir um pouco melhor a técnica aqui.

A técnica Pomodoro é um paraíso pra quem não consegue parar numa única tarefa e perde o foco, seja navegando no Facebook ou interrompendo a tarefa e começando uma outra coisa. Também é ótima pra tarefas extremamente chatas, onde queremos desesperadamente fazer outra coisa.

O material básico é: um papel e um timer. Podem ser usados aplicativos, mas dá pra ser usado só um papel, onde fica sua lista de tarefas, e um cronômetro, temporizador ou daqueles timers de cozinha - aliás, é daí que vem o nome da técnica.

Coloque sua lista de tarefas no papel, uma tarefa por linha. Como a unidade básica de tempo do Pomodoro é de 25 minutos, tente calcular em quantos blocos essa tarefa vai ser terminada, e faça um quadrado para cada bloco ao lado da tarefa. Não se preocupe em ser muito preciso, você vai melhorar com o tempo, e de qualquer forma a estimativa por tempo costuma ser bem falha por natureza.

Após as tarefas estarem bem definidas e estimadas, vamos ao trabalho! Ligue o seu timer em 25 minutos e comece a trabalhar. Coloque um fone de ouvido daqueles bem grandes, uma burqa, uma camisa na cabeça, que seja. Deixe bem claro que você está focado e não deixe ninguém te interromper.

Se alguém, por algum acaso, te interromper, tire os fones, ~~olhe com cara de desprezo~~ e faça uma marca próximo à tarefa indicando que você foi interrompido. É interessante diferenciar as interrupções: se foi interna - você perdeu o foco sozinho e foi pro Facebook - ou externa - alguém chegou no seu lado e te cutucou.

Após o período de 25 minutos, marque um X em um quadrado ao lado da tarefa, coloque o timer pra 5 minutos e vá fazer alguma outra coisa. É importante não fazer “só mais um pouquinho” (embora eu faça, quando vai demorar menos que ~15 segundos). Nesse tempo eu vou beber água, mijar, responder às perguntas no Hipchat, olhar se chegou algum e-mail importante e esticar os braços e pernas.

Voltando um pouco à interrupção, há uma “penalidade” pra quando elas ocorrem. Não faço em 100% dos casos, mas dependendo do tempo que ela me toma, reinicio o timer e começo tudo de novo. Faço isso em todas as interrupções internas, e nas interrupções externas quando envolve mais do que apertar uma mão.

A cada 4 pomodoros - o que leva 2 horas se não houver nenhuma interrupção - podemos tomar um merecido descanso de 15 minutos. E isso não é nenhuma perda de tempo, uma vez que várias soluções para problemas que estávamos lutando durante os períodos de foco aparecem nessa hora.

Para finalizar, alguns aplicativos que uso ou tentei usar:

Pomodoro One - Mac

Aplicativo bem simples de Pomodoro para Mac. Gosto dele porque é leve, tem a opção de mostrar o tempo restante na barra de menus e ainda é bonitinho. Foi o que mais me dei bem para Mac até hoje.

O único defeito dele é não controlar essas pausas mais longas de 15 minutos.

ClearFocus - Android

Outro aplicativo bem simples, mas um pouco mais completo que o Pomodoro One. A interface dos dois é extremamente parecida, arrisco até dizer que um dos dois teve um pouco de inspiração do outro. O legal é que ele controla esses períodos de descanso maior, e tem a opção de desligar a Internet do celular, os sons e as vibrações.

Como nada é perfeito, não gosto de prestar atenção no computador e no celular ao mesmo tempo. Mas para quem conhece, é uma boa.

OFFTIME - Android

Esse eu ainda nem usei, mas gostei da proposta. É um aplicativo que tanto pode ser usado para a técnica Pomodoro quanto pra deixar seu celular mais “distante” enquanto você está numa mesa de bar com os amigos. Ele permite que o uso do celular seja quase que completamente bloqueado durante um período, excluindo uma whitelist de contatos e aplicativos.

comments powered by Disqus